Skip to main content

Treinamento tupiniquim em terras lusitanas

Notícias 0 Comment

Claudio Bolanho director geral e fundador do Performance nasceu em São Caetano do Sul no ABC Paulista – São Paulo e formou-se em Educação Física há exatos 30 anos. Desde então tem trabalhado com várias vertentes da preparação física. Ginásios, corrida, triatlo e personal trainer. Mas há algo com que se identifica mais e é aí que busca direcionar o seu trabalho.

“Sou triatleta há 24 anos e apaixonado por provas de endurance. Fiz cinco provas de Ironman e outras tantas de longa distância”, revela o treinador.

Em 2007, Claudio mudou-se para Portugal e fundou o Performance Consultoria Esportiva. Foi convencido por um amigo de que em terras lusitanas havia falta de profissionais na área de corrida e triatlo. Não tinha outras informações sobre este mercado por lá, mas foi e não se arrepende.

“Aqui os atletas amadores, tanto de corrida quanto de triatlo, não tinham apoio ou acompanhamento especializado em seus treinos. Mesmo os atletas que se arriscavam em provas longas não treinavam como deveriam.

claudio bolanho
Claudio Bolanho

Quando cheguei aqui o principal obstáculo era a pouca importância dada ao treino acompanhado, fosse ele com personal trainer, em grupo ou online. Ainda hoje, nas provas de rua por aqui não existem as tendas de assessorias esportivas, como no Brasil, inibindo muito nosso trabalho. Ainda assim, o Performance cresce a cada ano graças a um trabalho de qualidade e de excelência no atendimento”, diz Cláudio.

Segundo o treinador, nos últimos cinco anos aquele cenário começou a mudar. A corrida de rua cresceu como ainda não havia acontecido. O triatlo veio na esteira e já desponta como uma moda entre os atletas amadores portugueses.

“A febre da corrida de rua que existe no Brasil iniciou-se recentemente em Portugal. Agora, por aqui, a moda, se é que posso chamar assim, é o triatlo. Ele vinha crescendo muito a cada ano e em 2017 pela primeira vez tivemos uma prova do Ironman 70.3, em Cascais. Foi recorde de inscrições numa prova de estreia da marca”, conta Cláudio, que através do SisRUN, agrega valor à Performance, com praticidade no atendimento ao atleta, suporte adequado e cada vez mais novas ferramentas no sistema. claudio bolanho1

Hoje, o foco do Performance são os atletas iniciantes e os intermediários, que sonham fazer sua primeira prova de 10K ou mesmo o desejado ironman.

“Mantemos um contato permanente com os nossos atletas e estamos sempre à disposição para orientá-los e corrigir treinos ao longo da semana. Por que muitas vezes a vida pessoal ou profissional exige mudança de planos. Assim, cada atleta sente que tem um atendimento individualizado e personalizado de fato. Mesmo que seu treinador esteja em outro continente”, completa o treinador.

Fonte: www.sisrun.com.br

Related Posts

A polêmica do Crossfit

Os argumentos de quem pratica desporto são inumeráveis. Recorrente, a boa saúde é um dos...

Novo ténis da Nike oferece vantagem “ilegal” ao corredor?

Lançado recentemente, o novo ténis da Nike, desenvolvido especialmente para o projeto Breaking2, que tem...

Meia Maratona de Lisboa. Conheça os vencedores!

O queniano e a etíope foram os primeiros a cortar a meta, na elite masculina...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *