Skip to main content

Ser um IRONMAN

Artigos, Ironman 0 Comment

wallpaperNadar 3.800 metros, pedalar 180Km e correr uma maratona (42.195m), tudo isso sem parar! Só de pensar parece que fico cansado…

Agora imagine como são realizados os treinos desses atletas que enfrentam em média 10 a 12 meses de treino para conseguir completar esta prova. Muitos não sabem, mas esta distância citada acima foi a primeira prova de triathlon realizada no mundo, lá no Hawai há 25 anos atrás.

Como ela foi criada? Bem tentarei explicar: Durante uma conversa de bar lá no Hawai mesmo, um grupo de amigos estava discutindo qual seria a prova desportiva mais difícil de ser completada.

Primeiro foi falado que a volta ciclística que era realizada nas imediações da ilha era a mais difícil, depois disseram que a travessia a nado que também era realizada nesta mesma ilha seria a mais temida e a mais desgastante, e por último foi dito que difícil mesmo, era correr uma maratona naquele solo vulcânico onde a temperatura e a sensação térmica variava muito ao longo do dia.

Sem pensar muito, um deles disse: Difícil mesmo seria completar as três provas de uma só vez. Daí nasceu o IRONMAN a prova de triathlon mais bonita, mais difícil e a mais famosa de todo o planeta.

Existe uma outra prova de triathlon o ultraman, mas esta prova não tem o mesmo perfil das outras provas de triathlon porque é realizada em três dias, onde o triatleta nada todo o percurso (10.000m) e pedala metade do percurso da bike no primeiro dia (mais de 200 Km) e no segundo dia, pedala a outra metade do percurso da bike, no terceiro dia corre uma pequena metragem, o equivalente a duas maratonas, isso mesmo duas maratonas (84 Km).

É realmente muito difícil, mas pelo facto de não ser realizada de forma contínua, o IRONMAN é ainda, o nirvana do triathlon.

Há 25 anos atrás, quando surgiu o IRONMAN, tinha no máximo 10 competidores, onde muitos paravam para dormir ao longo da rodovia para descansar um pouco, outros entravam em restaurantes para comer, pois estavam morrendo de fome! No fim, menos da metade dos que iniciaram a prova completaram o percurso. Sua próxima edição ocorreu um ano depois mas com 150 inscritos, depois 200, 400, 600……..

Hoje para poder participar do IRONMAN do Hawai, é necessário passar por seletivas em todo o mundo, ou ser sorteado em um tipo de loteria que a organização disponibiliza ao longo do ano.

A seletiva sulamericana para conseguir uma vaga no Hawai foi durante um certo tempo em Porto Seguro – Bahia (hoje, esta mesma seletiva é realizada em Florianópolis), e a distância da prova é o ironman, ou seja nadar 3.800m, pedalar 180 Km e correr 42.195m.

Eu tive a oportunidade de participar desta seletiva e gostaria de passar para vocês qual foi a sensação: As 7:00 da manhã foi dada a largada, eu e meu amigo de treino Benê (grande amigo!!) estávamos esperando ansiosamente a hora de começar a nadar, quando foi dada a primeira braçada na água tive a impressão que não chegaria ao fim da prova (pois só restavam apenas 10 horas de prova), nadando, nadando…. chega o fim desta longa prova onde o mar parecia estar querendo sugar as minhas energias.

Subi em cima da bike, os braços inchados de tento remar, o corpo ainda molhado parecia começar a ferver com o sol escaldante da Bahia onde o intermináveis kilômetros passavam: 10, 20, 40, 60, 90, 100, 120…..

Quase no fim desta etapa percebi que estava muito próximo do fim de tantas pedaladas, mas a única coisa que eu queria mesmo era descer da bike e sentir um pouco da gravidade.

Começa a corrida e as pernas parecem mais um par de geléias sem nenhuma coordenação. Durante a primeira volta da maratona (21 Km) estava muito bem e por alguns instantes cheguei a pensar que não era tão difícil completá-la, foi uma tremenda ilusão, muita dor nas pernas, falta de força, sem concentração, não era possível beber nada, comer nada…. isto em fração de minutos.

Não teve jeito, a situação era devastadora, ou andava ou o meu sonho de dez anos terminaria ali mesmo faltando mais de 10 Km da chegada.

Mas, como o meu objectivo era chegar ao fim da prova, andei , andei…..e avistei a chegada, ouvindo o locutor narrar o nome dos atletas que venciam o desafio, comecei então a lembrar de uma fita antiga de triathlon que assisti alguns dias antes desta prova, onde o locutor narrava da seguinte forma: “O arco surge como uma aparição: linha de chegada!

Destino, casa – Para os que conseguem é o nirvana, e logo vêm as lágrimas. Já atordoados e alucinados seus olhos passeiam por este corredor místico que tem o poder de transformar o sonho em realidade.

Sacrifício, empenho, não se passa Por esse arco sem isso!!”
Cheguei, e percebi o quanto é difícil ser um IRONAMN.

Fonte: www.treinoonline.com.br – Por Fabio Peres

Related Posts

Correr ou não com música?

Correr e correr ouvindo música são desportos diferentes? Vez ou outra o tema aparece nos...

Cuidados com seu calçado

Sem um calçado você não corre: fica a pé. Para que ele também fique inteiro...

Estratégias de nutrição no ciclismo

Por tratar- se de uma modalidade desportiva onde os treinos e provas apresentam longas durações...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *