Skip to main content

Qual a melhor pegada no guidão de uma bike de estrada?

Artigos, Ciclismo 0 Comment

_DSC0033O guidão de uma bicicleta de estrada possui um desenho peculiar que possibilita diferentes formas de segurá-lo durante o pedal. Essa variação, entretanto, vai além do conforto ou da comodidade, podendo ajudar ou até mesmo atrapalhar no desempenho do ciclista.

Assim, consultamos o especialista Elpidio Dutra Netto, da Bike Elpidio, que explicou as diferentes opções de pegada no guidão e suas respectivas indicações. Elpidio, no entanto, ressalta que para obter o benefício é preciso treinar essas posições para quem não está acostumado, além de estar correctamente posicionado sobre a bicicleta, com o auxílio de um bom bike fit.

pegada no guidao
Manete de Freio: 
É a pegada mais convencional e segura no ciclismo de estrada, adotada na maior parte do tempo em um treino ou prova. Pode ser utilizada para aceleração ou em um ataque em subida, pois funciona como uma espécie de “alavanca” que você puxa para ajudar a fazer força no pedal. Também é indicada quando se está em meio a um pelotão, pois as mãos estão próximas aos freios para o caso de emergência.

 

pegada no guidaoBase do guidão: É uma posição de descanso, para quando o ritmo está mais tranquilo. Ideal para pedalar em uma subida contínua, quando se está sentando e o ritmo não varia muito.

Não deve ser utilizada em curvas, pois não oferece equilíbrio para fazer o contorno, além de as mãos estarem longe do freio. Também não é indicada se a subida for muito íngreme, por conta do risco de a bicicleta empinar e você cair de costas.

 

pegada no guidao

Início da curva do guidão: É indicada principalmente em descidas, por ser mais segura em relação ao controle e à frenagem, sobretudo nas curvas ou ao passar por buracos ou ranhuras na estrada. Também é ideal quando se está à frente de um pelotão em percurso plano, pois proporciona posição mais aerodinâmica para cortar o vento e rápido acesso ao freio, se necessário. Pode ser ainda utilizada para iniciar um sprint em terrenos planos, com pouca inclinação ou descidas, pois também tem a função de “alavanca”.

 

pegada no guidaoTopo do manete: Indicada para quando o ritmo está um pouco mais forte e constante. Deve-se segurar no topo do manete, mantendo um ou dois dedos atrás da alavanca de freio e os demais à frente, o que oferece mais segurança na pegada.

Ela proporciona economia de potência e melhora o ritmo da pedalada, pois muda o centro de gravidade do corpo.

 

pegada no guidaoFinal da curva do guidão: Também indicada quando o ritmo está mais forte e constante, sendo uma segunda opção à pegada no topo do manete. A escolha varia de acordo com a preferência e o posicionamento do atleta, levando em conta que esta é mais aerodinâmica, portanto ideal para quem está contra o vento.

Fonte: www.ativo.com – Por Daniel Balsa

Related Posts

A diferença entre maratonistas resistentes e rápidos

Para um bom e adequado planeamento do treino, é de fundamental importância conhecer as principais...

Treinos combinados de força e endurance

Estudos mostram os efeitos do treinamento combinado de força e endurance em variáveis determinantes do...

Como dividir o treino de hipertrofia

Uma das questões que gera mais dúvida na musculação é como dividir os grupos musculares...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *