Skip to main content

Natação. Bater perna com ou sem prancha?

Artigos, Natação 0 Comment

natacao (3)Cansamos de escutar que a natação é um esporte que trabalha todos os músculos do corpo, mas é frequente durante o treino de natação darmos ênfase apenas ao trabalho de pernas, pois as perna contribuem significativamente para a propulsão do nado principalmente nas provas de velocidade.

É ai que muitos alunos me perguntam: é melhor bater perna com prancha ou sem prancha?
As duas coisas devem ser incluídas no seu programa de treinamento, porém cada uma delas tem objetivos específicos.~

Perna com prancha

Bater perna com prancha pode ser interessante para pessoa as que tem dificuldade de flutuação, e por isso, por isso a prancha pode auxilia-las com a flutuação e fazer com que consigam se condicionar batendo pernas por mais tempo.

Bater pernas com prancha também intensifica o trabalho dos quadríceps, o que pode ser interessante numa situação de reabilitação. A prancha também permite que você consiga continuar o treino mesmo quando estiver com os braços cansados, já que a pranchinha auxilia na flutuação.

Exise até algumas pranchas com formatos diferentes com o objetivo de melhorar o alinhamento corporal, como a FINIS Alignment Kickboard, que promete permitir ao nadador trabalhar numa posição mais próxima do normal. mesmo assim o trabalho de pernas com prancha coloca o seu corpo numa posição diferente do que a posição ideal de nado.

Então se seu objetivo principal é melhrorar a sua posição corporal de nado e consequentemente o seu estilo, talvez seja mais interessante bater pernas sem prancha.

Perna sem prancha

Sem a prancha, além de melhorar o seu posicionamento corporal, torna o exercício mais intenso, isso se você não exagerar os movimentos de braço quando for respirar.

Bater pernas sem prancha é mais indicado também na hora de fazer o nado submerso principalmente para os nados de costas e borboleta. Pois sem prancha conseguimos melhorar não só o posicionamento corporal como conseguimos aumentar o trabalho da musculatura abdominal, que é fundamental para o sucesso nos nados de costa e borboleta.

Um dos educativos mais usados para a melhora do alinhamento e da rotação corporal para os nados de crawl e costas é o exercício da perna lateral, que pode ser usado durante o aquecimento ou durante as séries de perna.

Como fazer

O exercício consiste em nada mais que bater perna lateralmente (com a barriga voltada para a parede da piscina), com um dos braços extendido e outro ao lado do corpo.

Tente manter o corpo o mais lateral possível e mantenha a cabeça olhando para o fundo da piscina. Para respirar, apenas vire o pescoço de modo que ao respirar você esteja olhando para o céu.

As nadadeiras (ou pé de pato) podem ser usadas tanto para ajudar iniciantes com dificuldade de flutuação quanto para aumentar a demanda do exercício. Bons treinos!

Fonte: Nadadores Estantâneos

Related Posts

Dicas para enfrentar o desafio Ironman

Marcelo Borges está envolvido com o triathlon desde 1983, quando o esporte dava os seus...

Corrige a tua corrida

Ninguém é perfeito e a correr também não, mas se identificares as tuas falhas será...

Dicas importantes para uma corrida segura

O professor da Universidade de São Paulo (USP - Brasil) Julio Cerca Serrão, um dos...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *