Skip to main content

Esporão de calcâneo: Causas, sintomas e tratamento

Assuntos, Fisioterapia 0 Comment

Running those calories off!O osso de maior tamanho na estrutura óssea do pé é o calcâneo. Ele suporta todo o peso do nosso corpo, sofrendo, dessa maneira, um impacto intenso e constante.

Um dos motivos mais frequentes para a procura ortopédica são as queixas de dores no calcanhar. Microtraumatismos no osso calcâneo podem levar à formação do esporão. As mesmas lesões que, normalmente, desencadeiam o surgimento da chamada fascite plantar, inflamação da fáscia plantar tecido que recobre a musculatura da sola do pé também provocam o aparecimento do esporão de calcâneo.

Mas a dor característica não decorre do esporão, como muitas pessoas imaginam, mas sim da inflamação do tendão e da fáscia. As mulheres são as mais suscetíveis ao problema.

 O que é esporão de calcâneo?

O esporão de calcâneo é caracterizado por uma protuberância óssea na base do osso calcâneo (na sola do pé) ou ainda na região posterior do calcâneo, bem próximo à inserção do tendão de Aquiles.

esporao-1-758x396

Essa inflamação crônica da parte inferior do calcanhar afeta, não apenas, o osso calcâneo, mas também os tendões. E, caso a inflamação se estenda por um tempo prolongado, pode acabar levando à calcificação dos tecidos ao redor do osso do calcanhar, esse fenômeno é o que leva à formação dos esporões. O nome popular da doença, “esporão de galo”, associa-se, justamente, a essa calcificação semelhante à espora do galo.

Causas do esporão de calcâneo 

Situações variáveis que causem um estresse crônico à região do calcanhar podem provocar o surgimento de um esporão. Pessoas com a curvatura dos pés acentuada, praticantes da corrida, pessoas que sofrem com o sobrepeso ou que trabalham em pé durante muito tempo têm forte tendência a apresentar o problema.

Outros fatores de risco para o surgimento do esporão de calcâneo são:

– Usar, excessivamente, salto alto ou calçados que sejam pouco apropriados para os pés. É o caso de sapatos muito apertados ou velhos;

– Praticar desportos com forte impacto nos pés. Dança e corrida, por exemplo;

– Alterar a marcha, como pisar com o pé torto.

Sintomas do esporão de calcâneo 

Dificilmente o esporão causa um sinal aparente, como vermelhidão ou inflamação. O que caracteriza, de fato, o problema é a dor. Geralmente, a dor é pulsante na zona plantar do calcanhar. Mas atenção: nem toda dor nessa região é esporão e há casos em que o problema é assintomático.

Tratamento para o esporão de calcâneo

Inicialmente, a inflamação pode ser controlada com repouso e gelo local. Mas nos casos em que há resistência, a melhor forma de tratamento é a fisioterapia que oferece exercícios e alongamentos bem específicos para os pés e as panturrilhas. A grande maioria dos pacientes responde muito bem ao tratamento com técnicas fisioterapêuticas. Exercícios específicos da RPG Souchard podem ajudar no alívio da dor e redução da inflamação.

Como prevenir o esporão de calcâneo

– Controlar o excesso de peso do próprio corpo para reduzir o estresse provocado sobre os pés;

– Usar calçados adequados nas práticas desportivas e no dia-a-dia. Sempre que possível, evite sapatos com salto alto;

– Fortalecer, regularmente, a musculatura da planta do pé. Procure orientação profissional antes de iniciar a prática de exercícios;

– Manter atenção à postura quando ficar de pé e andar devagar;

– Evitar andar nas pontas dos pés;

– As “calcanheiras” aliviam a dor, mas aumentam a pressão na planta do pé. Opte pelas palmilhas completas.

Fonte: www.rpgsouchard.com.br

Related Posts

Sete factores que prejudicam os resultado do treino

É comum encontrar praticantes de actividade física se queixando que os exercícios não estão causando...

Recuperação activa das lesões

Exercícios Repetidos com Intervalo de Repouso ou Exercícios Com Intervalos de Recuperação Activa? A resposta...

Nutrição e Corrida. Mitos e verdades

Alimentação correta é um dos pilares na construção de um grande atleta e o acompanhamento...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *