Skip to main content

Dores musculares pós-treino: o que são e como evitar

Artigos, Corrida 0 Comment

Logo após a corrida, as sensações de liberdade, conforto e meta cumprida são inexplicáveis. Só quem corre sabe. Porém, no dia seguinte, aquela dorzinha que você tanto temia aparece. Iniciantes e pessoas que estão voltando a treinar após um bom tempo paradas são quem mais sofre com essas dores musculares pós-treino.

De acordo com o Dr. Luiz Cláudio Lacerda, ortopedista e traumatologista do Hospital Santa Marcelina (Brasil), sentir essas dores é normal. Dependendo do treino, os incómodos podem variar de intensidade, durando de dois a três dias e gerar desconforto e até limitações.

“As dores após o treino acontecem devido a dois componentes: Os exercícios de sobrecarga que causam lesões nas fibras musculares e os treinos de resistência que ocasionam um acumulo de ácido lático”, explica o médico. As microlesões ou rupturas dos músculos levam ao processo de inflamação, que geralmente causam essa dor tardia.

“A musculatura está com menor conteúdo energético e de proteínas contrateis [tipo de proteínas fibrosas que interagem entre si, formando fibras resistentes, responsáveis pela mobilidade das estruturas celulares]”, afirma o Dr. Roberto Ranzini, ortopedista e médico do desporto do Hospital Israelita Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (Brasil).

A melhor forma de prevenir o aparecimento destas dores musculares é aumentar a quantidade e a intensidade dos exercícios graduadamente, permitindo que seu corpo se acostume aos estímulos.

Já para aliviar este tipo de dor muscular, o recomendável é continuar praticando os exercícios, mas em uma intensidade e frequência mais baixas, afim de diminuir o acumulo do ácido lático.

Assim, as melhores indicações para evitar lesões e diminuir as dores musculares são:

  • Repousar após o treino;
  • Fazer compressas de gelo sobre a musculatura afectada;
  • Controlar a intensidade dos exercícios aeróbicos e anaeróbicos;
  • Respeitar os limites do seu corpo;
  • Tomar analgésicos, mas somente em casos de dores mais intensas e sob prescrição médica.

Fonte: www.ativo.com

Related Posts

A força e a corrida

Felizmente, cada vez há mais corredores que contemplam a melhoria da força muscular dentro dos...

3 Dicas Básicas sobre Troca de Marchas

Saber quando trocar de marcha vai aumentar sua eficiência. Levando em conta que as bicicletas...

Musculação para corredores

Em médio prazo, diversos benefícios poderão ser observados, tanto no desempenho, quanto na prevenção de...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *