Skip to main content

Para correr forte…

Artigos, Corrida 0 Comment

PISADA21O que você precisa fazer para trabalhar e melhorar sua velocidade na corrida, dos treinos ao sono.

O conceito de ritmo forte, na corrida, é relativo. Principalmente quando analisamos o diferente perfil de corredores numa sociedade evoluída, e superpopulosa.

Quando ainda em estado primitivo, os hominídeos se assemelhavam aos outros animais, que pela condição biológica e de DNA, garantiam sua velocidade, similar a de qualquer outro pertencente a seu grupo, excluindo aí somente os adoentados ou idosos.

Nossa espécie, que ainda vive em tribos, como os africanos, índios brasileiros, aborígenes australianos, ou demais povos em sistema tribal, garantem, de certa forma, a velocidade “padrão” de sua espécie.

A velocidade de homens primitivos, demonstradas em anúncio cientifico, registra a média de 12 a 45 km por hora, segundo últimos fósseis estudados na Austrália.

Dentro de uma análise de pegadas, concluíram que tais velocidades eram possíveis, e praticadas, conforme a atividade do grupo no momento registrado. Em resumo, correr era uma atividade natural, parte dos meios para a sobrevivência.

Correr Forte

Atualmente, isso significa manter-se dentro de uma determinada velocidade por quilômetro, em um tempo definido. Esta velocidade pode coincidir com até cem por cento da sua velocidade provável e possível (segundo avaliação por ergo-expirometria, recomendações médicas e de profissional do esporte).

A partir da capacidade predita pelo médico e profissional do esporte, é possível desenvolver duas formas, racionais e econômicas, de velocidade da corrida. Principalmente quando se fala de estratégia e economia de energia, e da distribuição desta sequência de velocidade para uma determinada prova ou treinamento:

Tipos de Velocidades

Constante

O corredor pode se deslocar a uma velocidade constante. Ou seja, inicia em 5 minutos por quilometro de pace (5min/km), e termina a prova ou treino, nos mesmos 5 minutos por quilômetro.

Nesse exemplo, a velocidade pode sofrer pequenas variações, quando o corredor escolhe iniciar em velocidade maior ou menor, estabelecendo logo nos dois ou três primeiros quilômetros, a velocidade que determinou, e mantendo-a até o final.

Crescente

Na segunda hipótese, a velocidade mais recomendada (e possível), é a crescente. Nela, o corredor pode iniciar mais leve que o ritmo escolhido como máximo, definir qual velocidade crescente deseja, e aproximar isso de sua velocidade máxima, até o final da distancia percorrida.

A partir daí, pode ser definida a velocidade especial e pessoal do corredor, que nasce da distância a ser percorrida, em velocidade maior do que a habitual em treinos de corrida na base.

Isso depende de alguns fatores e, para se obter maior ou menor velocidade, o que mais importa é a velocidade de cada individuo, o que permite maior controle de seu corpo, de sua mente e por fim, da sua qualidade de vida.

Como exemplo de distâncias e suas velocidade de corrida, temos as provas de 5 km. Elas pode até parecer muito fáceis, pela pequena distância, quando tratamos de corredores condicionados já correm há alguns anos.

Mas essa velocidade pode mudar de pessoa para pessoa. Alguns praticantes podem percorrer a distância em 15 minutos e outros, em 25 minutos.

Mas o que importa, no momento, é a qualidade de treinamento e o seu DNA, aliados a “Qualidade de Vida”. E antes de nos equipararmos aos demais corredores, devemos lembrar que todos esses itens relacionados, comprovam que não somos tão iguais assim.

A supremacia pela maior velocidade é definida pela maior qualidade de vida, uma maior disponibilidade para melhores treinos e pela determinação de cada individuo.

Não esquecer também dos treinamentos específicos de velocidade e de resistência, que definem no futuro as marcas de desempenho que os indivíduos irão conseguir desenvolver e suportar, sem maiores problemas físicos.

Sono X Corrida

Estou para ver que corredor conquista maiores velocidades, próximas dos cem por cento, vindo de uma sequência de noits mal dormidas.

Acredito fielmente que não há como equilibrar metabolismo e condições emocionais, estando em grande débito com o sono noturno. Por isso é melhor quitar essas dívidas de repouso, e só depois treinar e tentar resultados em maior velocidade.

Fatores Favoráveis para o Melhor Desempenho da Velocidade

– Genética para velocidade
– Avaliações Médicas
– Determinação e Auto Estímulo
– Lógica de treinamentos
– Treinamento de Base
– Treinos Específicos
– Descanso

Equilibrar Alimentação

A pessoas que desenvolvem velocidade semelhante, para provas de 5 km ou distancias bem mais longas, são geneticamente determinadas para provas maiores, como as ultra-maratonas.

Nessas provas de diferentes distâncias é que os corredores desenvolvem sua velocidade, em maior ou em menor tempo, dependendo das condições fisiológicas e de treinamento.

Senão, por que um corredor que desenvolve muito bem a velocidade em provas de 5 km, não se sai bem nas de longas distâncias?

Certamente por que a velocidade pretendida em treinos favorece a manutenção de distâncias menores. Neste caso, podemos desenvolver treinamentos mais específicos para embarcarmos nas provas maiores.

Já o corredor que almeja a ultra maratona, não deve se preocupar com a velocidade desenvolvida com treinamentos, mas sim, com os ritmos, e a sua velocidade de “paciência”.

Ter a percepção do que é possível bem próximo da certeza, acompanhada de longos treinamentos, do descanso, e demais itens comentados, garante a qualidade de vida na corrida

Fonte: www.ativo.com – Por Rodrigo Tosta

Related Posts

Musculação para ciclistas

Atletas de endurance (ciclismo, triatlo, corrida e similares) estão mais sujeitos a lesões devido ao...

Saiba como aperfeiçoar sua respiração durante a corrida

Quando o assunto é corrida, não faltam dúvidas sobre a respiração. Algumas delas: Qual a...

Tomada a decisão durante a Maratona

Alcançar seus objectivos na maratona requer que muitos factores aconteçam em conjunto no dia da...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *