Skip to main content

Contratura muscular. Causas e tratamento

Assuntos, Fisioterapia 0 Comment

corredor-com-dor-na-pernaUma contratura muscular, não é mais que uma contracção involuntária e permanente de determinadas fibras de um feixe muscular e pode acontecer a qualquer pessoa (sedentário ou desportista). Normalmente são pontos exactos no músculo, que se assemelham a um nódulo, sensíveis à palpação.

A dor, tanto pode ser sentida no local desse nódulo, como também pode ser referida numa outra parte do músculo, devido à tensão criada sobre a fáscia muscular que recobre esse músculo.

Não se sabe ao certo a razão para o aparecimento de uma contratura, no entanto conhecem-se alguns factores que colaboram no seu aparecimento, tais como:

– Más posturas;
– Stress psicológico;
– Mau gesto técnico;
– Rigidez muscular e falta de flexibilidade;
– Fadiga generalizada.

A contratura muscular, embora surja mais nos músculos mais ligados à postura como na base do pescoço e ombros (trapézio) e ao longo de toda a coluna (para-vertebrais), pode acontecer em qualquer região do corpo. Nos corredores é mais comum surgir na região posterior da coxa e perna (isquio-tibiais e gémeos) e na zona lombar e nádega (piramidal).

A contratura tanto pode surgir de forma súbita, devido a um traumatismo (micro-rotura ou rotura) ou movimento brusco, como pode surgir de forma gradual devido a más posturas mantidas durante muito tempo.

A dor, que principalmente aumenta com a actividade, limitando a amplitude de movimento e força muscular, e também com a palpação do nódulo, podendo ser local ou irradiada; o aumento da tensão muscular, levando por vezes a alguma assimetria significativa; são dos sintomas mais comuns da contratura muscular.

Para uma boa avaliação, é necessário um exame atento ao tecido muscular e toda a informação na história clínica. Geralmente é suficiente para identificar uma contratura. No entanto, é importante notar que pode ser uma consequência de uma outra lesão ou disfunção. É necessário um bom diagnóstico para que o plano de tratamento seja o mais eficaz para tratar a causa e reduzir o risco de recidivas.

A manipulação, técnicas de reeducação postural, exercícios de correcção de desequilíbrios musculares, fortalecimento muscular, alongamentos, massagem são algumas das técnicas mais utilizadas no tratamento das contraturas, embora seja necessário adaptar a cada paciente. Convém que haja um acompanhamento e um regresso à actividade desportiva gradual para que não haja retrocesso na progressão do tratamento.

Não deixe de consultar o seu Fisioterapeuta, ou médico especializado, no aparecimento destes sintomas.

*Francisco Almeida e Silva – Especialista em Running em Fisioterapia e fisioterapeuta da selecção nacional de atletismo, entre 2001 e 2013

Related Posts

Sente-se cansado? Reveja tua alimentação

Segunda-feira é dia de regresso ao trabalho. E mesmo que tenha aproveitado o fim-de-semana para...

Esporão de calcâneo: Causas, sintomas e tratamento

O osso de maior tamanho na estrutura óssea do pé é o calcâneo. Ele suporta...

Gripes e constipações. Posso fazer exercícios?

Uma constipação ou uma gripe podem representar um grande inconveniente para o dia-a-dia, mas não...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *