Skip to main content

Cansaço ou preguiça?

Artigos, Corrida 0 Comment

cansancioChegou a hora do treino e você está cansado. Não sabe se é pela estressante semana de trabalho, que lhe tira energia e motivação. Ou se treinou forte demais no final de semana, e está ainda está carregando a fadiga resultante.

Sendo assim preferimos usar a contínua tortura chinesa de gota após gota, do que explodir um atleta com excesso de volume ou intensidade. O objectivo do treino é consistência a longo prazo.

Por este motivo, sugiro seguir alguns protocolos para testar seu corpo. Isso antes de se sintirem à vontade de não fazer qualquer treino por estarem muito cansados ou desgastados. Quando em dúvida……vá para o treino e tente!

Isso NÃO significa que você vai treinar quando estiver doente (nunca!). Mas a sugestão é que se você estiver em dúvida se deve treinar ou não, simplesmente teste seu corpo, e ouça o que ele irá te dizer. Comece o treino com um esforço muito fácil, antes de decidir se você deve continuar ou parar.

Se você se sentir melhor depois de 20-30 minutos, continue o treino conforme planejado. Você pode ir um pouco mais devagar se achar prudente, afinal amanhã também tem treino.

Se você se sentir igual ao início do treino, nem muito melhor nem muito pior, mude a série de forma que diminua a carga em seu corpo. Por exemplo, se era para você fazer um treino longo de endurance, diminua a duração e veja como você vai se sentir no meio do treino para saber se deve mesmo continuar, ou fazer menos volume.

Se o treino for uma série de tolerância de lactato, mude tanto a duração quanto a intensidade dos esforços, e lhe dê um pouco mais de descanso nos intervalos. Dessa maneira, você ainda vai trabalhar seu sistema aeróbico e fibras rápidas, fazendo uma manutenção de sua atual forma física, até que comece a se sentir forte novamente.

Se você se sentir pior depois do test-drive, mesmo após 20-30 minutos bem fáceis, aborte o treino e vá pra casa. Seu corpo está lhe dizendo que não está pronto para treinar naquele dia e que você irá ficar lutando contra uma doença ou simplesmente precisa de tempo para recuperar.

Ouça a esse aviso e tire o dia de descanso completo “um dia de descanso agora, pode significar salvar nove mais para frente” se você de fato estiver doente ou lutando contra uma doença, tirar alguns dias de descanso no início dela, vai prevenir que você fique por tempo indeterminado sem treinar direito por uma doença mal curada.

Você pode usar essas simples instruções para julgar a melhor decisão a ser feita em um dia em que estiver se sentindo mal ou desligado. Com freqüência, você vai perceber que terá um excelente dia de treino em que normalmente iria ter tirado o dia como folga total.

E nos dias em que você se sentir bem?! Pise fundo! Mas se lembre que o objectivo não é se matar de uma vez, e sim, ir aos poucos, a longo prazo, dando estímulos constantes ao seu corpo.

DESCANSO e a relação com seu estilo de vida

A vida tem uma maneira engraçada de nos tirar dos treinos seja com trabalho, família e eventos sociais que geralmente nos obriga a perder treinos. Mas ao invés de ficar preocupado com os treinos perdidos, você pode ficar tranqüilo quando isso acontecer, pois você sabe que esteve treinando de forma constante até aquele momento.

Seu período de descanso por compromissos fora do esporte tornam-se seus dias de recuperação dos treinos, que são automaticamente encaixados em sua vida já que naquele momento você mais precisa deles e não quando um programa ou calendário fala que chegou um período para descansar.

Você também pode encarar da seguinte maneira

Nenhum calendário ou programa sabe prever o que você vai estar fazendo em cada dia daqui a alguns meses. O que O Método propõe para um atleta é “descanse quando você precisar”.

Vários atletas amadores podem utilizar a grande parte de seu dia descansando o lado físico do treino, sentado em uma mesa de escritório, e entendo que poucos atletas podem se dar o luxo de uma rotina dedicada ao esporte. Por esta razão, é preciso separar descanso “mental” e descanso físico.

Por exemplo, um dia estressante no trabalho, que o impeça de treinar, pode lhe causar tanta fadiga mental, enquanto seu sistema físico esteve descansando! Conseqüentemente, seu dia estressante de trabalho conta como um dia de descanso físico, mesmo que você esteja mentalmente cansado dele.

Porém não se esqueça que tudo é relativo no treino. Considere seu equilíbrio hormonal. Se o dia estressante no trabalho vem em uma hora em que você já está estressado com outras coisas em sua vida, esse dia estressante pode criar um significante efeito catabólico em seu corpo. Nessa situação a melhor sugestão é de evitar qualquer tipo de treino de endurance ou excesso de treino de tolerância de lactato, imediatamente após ou durante esse período de estresse em sua vida.

Como voltar aos treinos

Se as circunstâncias em sua vida lhe forçarem um dia de descanso, use as seguintes regras para voltar ao seu treino:

Adicione um pouco de volume no início de seu treino para “religar” seu corpo novamente antes de qualquer tipo de intensidade. Você não quer voltar a treinar muito forte logo após um período de descanso.

O volume extra vai te deixar um pouco cansado mas sem passar dos limites, então inicie a série principal daquele dia. Por exemplo, adicione 30min de corrida leve, 60min de ciclismo leve ou 1500m de natação leve antes dos treinos principais.

Se você for um atleta de alta performance, então faça um dia de descanso ativo após seu dia de descanso, com 20-40min em cada modalidade. A razão é que se você precisou de um day off por questão de fadiga, foi porque ela está muito profunda e acumulada, e o dia extra de descanso ativo irá lhe ajudar a voltar para níveis de fadiga “normais” e religar sua musculatura e sistema aeróbico.

Fonte: www.ativo.com – Por Vinícius Santana ironguides.net

Related Posts

Escolher os ténis de corrida em 6 passos

Depois de pôr algum dinheiro de parte para comprar os seus ténis de corrida chegou...

Corrida x Álcool

Se você é daqueles que não resiste a uma cerveja aos fins de semana, veja...

Até que ponto o frio é bom para a performance?

Sempre ouvimos dizer que as temperaturas mais baixas são ótimas para o desempenho desportivo, tanto...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *