Skip to main content

Batoteiros à solta na Meia Maratona de Lisboa. Na China, são banidos…

Notícias 0 Comment

maratonas-pelo-mundo-03A imprensa divulgou recentemente a decisão da Associação de Atletismo da China em dar caça aos batoteiros nas maratonas. Segundo a Associação, quem participar em maratonas com um nome falso, ou recorrer a um substituto a meio da prova, arrisca-se a ser banido do desporto. A primeira infração é punida com a interdição de voltar a correr na prova em que esta foi cometida. No caso de uma segunda infração, o infrator é banido de participar em todas as maratonas organizadas na China.

Em Dezembro passado, a morte de um homem numa prova realizada na cidade de Xiamen, expôs os casos de fraude nas maratonas organizadas na China. Um homem chamado Hu morreu de ataque cardíaco, quando faltavam 4,5 quilómetros para a meta. Mais tarde, foi descoberto que ele tinha corrido em nome de outra pessoa. A organização desqualificou posteriormente trinta dos 18.000 participantes.

E como é no nosso país? As Organizações têm tomado algumas medidas para acabar com os batoteiros? Admitimos que sim mas desconhecemos. Por exemplo, um amigo que participou na última Meia Maratona de Lisboa, fez-nos chegar uma lista com mais de 20 nomes que fizeram batota. E como ele nos disse, não precisou de perder muito tempo para os encontrar.

A Organização tinha controlos de passagem aos 8, 14, 17 e 20 km. Admitimos que por uma razão ou outra, um corredor possa falhar uma passagem, isso  já nos sucedeu uma vez numa prova disputada em Santiago de Compostela. Agora a lista que temos connosco… A maior parte só tem uma passagem aos 8 km, nas outras é zero. E há quem nem sequer tenha passado pelo controlo dos 8 km, chegou a Alcântara e foi logo para a meta!

6 km em 9m12s!

Mas também temos alguns que só falharam o controlo dos 17 km, o que até era admissível. Mas depois, como é que eles conseguiram correr entre os 14 e os 20 km em 16m04s? Mais rápido ainda, houve um “chico esperto” que passou aos 14 km em 1h36m52s. Falhou o controlo dos 17 km e passou aos 20 km em 1h46m04s. Apenas 9m12s em 6 km, nem o Mo Farah o apanhava!

Parece-nos que seria muito fácil à Organização eliminar todos estes batoteiros. Será difícil ao programa selecionar todos aqueles que só têm uma ou duas passagens pelo controlo? A quem interessa esta situação?

O atletismo não é uma ilha isolada na sociedade portuguesa. Corremos há 37 anos e sabemos que a esmagadora maioria dos corredores prima pela honestidade. O que se passou na Meia Maratona de Lisboa, passa-se noutras provas, principalmente naquelas de percurso ida e volta onde os corredores se cruzam. Para quando a tomada de medidas como a China vai agora tomar?

Fonte: www.revistaatletismo.com

Related Posts

image-aspx

Para que serve a máscara de Miguel Layún?

O mexicano Miguel Layún foi o primeiro a utilizar uma máscara que os jogadores da...

Features-CCT

Novos tratamentos para Parkinson

Um estudo recente, no qual participou um médico português, identificou alterações neuroquímicas na doença de...

We love crossfit

A polêmica do Crossfit

Os argumentos de quem pratica desporto são inumeráveis. Recorrente, a boa saúde é um dos...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


9 + nove =

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>