Skip to main content

Até que ponto o frio é bom para a performance?

Artigos, Corrida 0 Comment

17429885_oaylDSempre ouvimos dizer que as temperaturas mais baixas são ótimas para o desempenho desportivo, tanto nos treinos como nas competições.

Mas até que ponto isso é verdade? Realmente, em temperaturas mais amenas, nosso organismo fica menos sujeito a um dos grandes vilões do desempenho, que é o estresse térmico, ou seja, o aumento da temperatura corpórea durante as corridas sob temperaturas superiores a 25°C, o que leva muitas vezes o atleta ao decréscimo de ritmo e até a parar um treino ou abandonar uma prova.

Cada atleta tem uma preferência, ou uma faixa de temperatura ambiente, que considera ideal para seu melhor desempenho. Alguns poucos preferem temperaturas mais elevadas, porém não extremas.

Outros preferem as temperaturas médias, na casa dos 15°C a 20°C. E ainda tem aqueles que preferem as temperaturas mais baixas, na casa dos 10°C a 15°C.

Isso é muito particular de cada corredor, mas acredito que a maioria não goste de correr sob temperaturas muito baixas (entre 0°C e 5°C), extremamente difíceis para atletas de países tropicais. Já os europeus, mais acostumados ao frio, talvez achem mais agradável treinar e competir nessa faixa de temperatura.

Existe uma grande vantagem de treinar e competir em clima de temperatura baixa, que é poder se agasalhar, ou utilizar roupas térmicas, que oferecem conforto. Porém, deve-se ficar atento ao quanto de roupa utilizar, para não exagerar na dose e ter de tirar as peças durante a corrida, expondo o corpo a um grande choque térmico.

Um dos factores que podem nos enganar em relação à temperatura é a força dos ventos em um dia frio, aquilo que chamamos de variação de sensação térmica. Quanto maior a velocidade do vento em um dia frio, mais baixa fica a nossa sensação térmica em relação à temperatura ambiente.

É por isso que os meteorologistas vivem dizendo: “Temperatura na casa dos 4°C, mas com sensação térmica de 4°C negativos!”

Nas temperaturas baixas, gastamos mais energia para manter nosso corpo aquecido e, por isso, existe a necessidade do aumento da ingestão calórica durante a prova ou treino, para não entrar em estado de hipotermia, ou queda de temperatura corporal, com risco à saúde. A melhor maneira de evitar essa situação é comer mais e estar bem agasalhado.

Fonte: www.o2porminuto.com.br – Por Marcello Butenas

Related Posts

Tipos de pisada

Conhecer o seu tipo de pisada é importante para escolher o calçado certo e ter...

Nado crawl: Ganhe eficiência com a cabeça

Ao nadar, temos que prestar a atenção na postura do corpo e na sincronia dos...

Férias dos treinos

"Será que esse período todo sem treinar irá prejudicar meu desempenho?" Esse tipo de dúvida aparece...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *