Skip to main content

Actividade física ajuda no tratamento do cancro de mama

Notícias 0 Comment

serie1Os desportos aliados à musculação sempre fizeram parte da rotina de Andréa Veríssimo. Dona de um sorriso largo e sincero, a massoterapeuta nunca se deixou abalar pelas dificuldades que a vida impõe.

Principalmente nos últimos meses, quando descobriu um tumor na mama direita e começou a fazer o tratamento para curar o cancro. Até agora, ela fez a cirurgia que retirou o tumor e duas das quatro sessões de quimioterapia. Na semana que toma a medicação, Andréa confessa que seu corpo responde com limitações físicas.

“Natural e eu respeito esse momento de repouso”, garante. Mas, cinco dias depois da sessão, ela volta a ganhar o mundo e aproveita sua família e seus amigos da melhor forma possível.

Um bom refúgio encontrado por ela é a actividade física. Andréa não dispensa uma aula de dança e o fortalecimento muscular. Vale ressaltar que todos os exercícios são realizados com autorização do oncologista Eriberto Júnior, responsável pelo tratamento, e acompanhados pelo coordenador técnico da academia Move, André Lopes.

“Fazemos algo bem específico, com exercícios de menor intensidade para não prejudicá-la”, esclareceu o professor de educação física”.

O doutor Eriberto, por sua vez, explicou que actividades físicas são excelentes para prevenir a doença e, no caso de Andréa, ainda ajuda no tratamento. “Hábitos saudáveis são importantes e reduzem o risco do câncer de uma forma geral, além das doenças cardiovasculares.

Por isso, as pessoas precisam fazer alimentações completas e investir em algum exercício”, argumentou o oncologista, que completou. “A produção de endorfina é benéfica e deixa a mente leve, de bem com a vida. Andréa é um ótimo exemplo a ser seguido. Ela é jovem e está tirando vantagem desse lado desportivo”, falou.

Andréa recebeu a confirmação do tumor em junho. Fez a cirurgia para retirá-lo do seio e desde então vem realizando as quimioterapias. São quatro sessões no total, com intervalos de 21 dias entre uma e outra.

Depois da primeira etapa finalizada, terá pela frente outras 12 sessões mais leves, seguida por um ano de vacinas. Um dos principais efeitos da químio é a perda de cabelo. A força de Andréa, no entanto, falou mais alto e ela resolveu o problema de uma forma bem inusitada: promoveu o “chá do lenço”.

Na ocasião, chamou amigos e parentes para uma festa em sua casa. A exigência foi presenteá-la com um lenço para enfeitar sua cabeça nos próximos meses.

O evento foi um sucesso e terminou com Andréa e os homens raspando os cabelos e exibindo suas carecas. As pessoas estavam preocupadas com esse momento, mas ela minimizou o fato. “Cabelo é o mínimo diante de tudo que já passei. O mais importante é conscientizar as pessoas sobre a doença e valorizar a vida.

Fonte: www.jc.net10.uol.com.br

Related Posts

Ciclistas: 7 coisas que tem de saber

Andar de bicicleta sem documentos pode dar origem a multas pesadas. Se gosta de pedalar,...

Conheça os benefícios e vantagens de treinar connosco!

A evolução de um atleta na sua modalidade é gradual e depende da sua dedicação...

A polêmica do Crossfit

Os argumentos de quem pratica desporto são inumeráveis. Recorrente, a boa saúde é um dos...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *