Skip to main content

7 erros que 95% dos nadadores de triatlo cometem

Artigos, Triatlo 0 Comment

PAV7222-netSe há uma forte razão para o triatlo não ter ainda mais adeptos a Natação é essa razão!

O homem não domina o meio aquático, por isso evita naturalmente a água” , será algo deste género a explicação mais resumida deste receio.

Para muitos corredores habituados a terra firme e solidamente ancorados no asfalto e na terra batida, a natação é um desporto que está fora do seu alcance, mas é justamente o desafio de querer fazer algo mais que vai levar muitos a quererem também desafiar o Triatlo! Correr faz bem sem dúvida, mas Correr, Nadar e Pedalar faz ainda melhor!

Depois desta breve introdução trago aqui justamente uma das principais limitações de alguém que aprende a nadar tardiamente. Pensamos que já somos demasiado velhos para aprender a nadar, mas nunca é tarde e concerteza que não vai ser essa a razão que nos impedirá de nos iniciarmos no triatlo.

Ao princípio iremos encontrar uma sensação de impotência perante a agua! Vai parecer impossível conquistar uma mera piscina de 25metros. Tal como quando começamos a correr nos pareceu impossível correr mais de 100m ou 1Km sem parar, também na natação vamos ter o mesmo sentimento…

Depois, progressivamente, vamo-nos adaptando e a piscina de 25metros vai passar a ser curta para toda a nossa ambição. Assim o esperamos!

Perguntas e respostas fundamentais:

Custa? Sim

Demora a evoluir? Sim

Nadamos e parece que não saímos do sítio? Sim

Mas se fosse fácil não tinha piada nenhuma e iríamos jogar Futebol de Salão às 5ªs feiras!
Resumidamente apresento agora os 7 erros frequentes que 95% dos nadadores amadores  cometem.  Existem muitos mais porque se trata do desporto que exige uma técnica bastante apurada.

Com isto quero aconselhar todos os que se pretendem iniciar no triatlo a, se possível, procurar um treinador ou pelo menos ir nadar com alguém com experiência que consiga corrigir os erros abaixo, porque isso vai ser essencial para conseguirmos evoluir. Todas as sugestões são bem-vindas mais uma vez!

Erro nº 1: Treinar forte

A maioria dos nadadores amadores treina consistentemente por semanas,  meses e até anos, e não vê uma melhoria no desempenho.

Na maioria das vezes isto acontece porque o objectivo do treino é nadar mais longe e fazer um treino mais difícil do que na semana anterior.

A natação é um desporto único, porque a melhoria resulta da redução da resistência hidrodinâmica  e não directamente do aumento da força ou endurance.

Devemos começar por treinar essencialmente a técnica. A médio prazo vai ser muito mais fácil.

Erro nº 2. Braçadas rápidas em vez de longas

O pensamento mais comum entre os nadadores  é que para ir mais rápido, temos de aumentar o ritmo das pernas e dar braçadas mais rápidas e vigorosas.

Embora isto seja verdade como é óbvio o grande  aumento da velocidade resultará de uma maior distância alcançada em cada braçada. Portanto, se em cada braçada estivemos a ir mais longe, mas mantendo o ritmo das braçadas isto significa que estaremos a nadar mais rápido com menos esforço. Que tal?

Erro nº 3: Puxar demasiado cedo

Um nadador que inicia a braçada demasiado cedo perde grande parte do volume de água. Assim que a mão toca na agua devemos tentar mantê-la à superfície enquanto deslizamos e somente no último momento iniciar a nova braçada.

Erro nº 4: Olhar em frente e não para baixo

A posição corporal é o factor mais importante na natação. Uma vez que determina resistência hidrodinâmica  produzida, a velocidade da braçada e a forma como deslizamos na água.

A maioria dos nadadores novos começam pela natação Freestyle com a cabeça a olhar sempre  para a frente porque é a posição natural.

Para a posição do corpo na agua ser equilibrada, devemos olhar para o  fundo da piscina. Isto fará com que os quadris e as pernas se mantenham à superfície, reduzindo o resistência hidrodinâmica e permitindo uma braçada mais suave e  mais eficiente.

Erro nº 5: Nadar rígido

Ao contrário do que muitos pensam, a natação não é realizada sobre o estômago. Deve ser feita rodando de lado a lado, permitindo mais uma vez reduzir o resistência hidrodinâmica.

Erro nº 6: Cotovelo baixo

A grande fraqueza na braçada de grande parte dos nadadores reside no cotovelo baixo, resultado de ombros fracos e má prática. A braçada correcta começa levando as pontas dos dedos o mais longe possível mantendo o cotovelo alto e depois puxar usando todo o antebraço.

Erro nº 7: Liderar o movimento de recuperação do braço com a mão

Em todos os nadadores de elite, verificamos que a recuperação do braço em cada braçada é feita com o cotovelo bem alto. Isto é conseguido liderando o movimento  com o cotovelo e não com a mão, como a maioria dos nadadores amadores faz.

A chave é manter o cotovelo alto e entrar primeiro com a mão na agua passando com braço bem junto à cabeça.

Fonte: www.effortless-swimming.com

Related Posts

Gelo pós-treino

Uma das técnicas mais usadas pelos corredores para aliviar a dor pós-treino é a compressa...

Evite tonturas nas corridas

Qual atleta já não experimentou a desagradável experiência de ser atingido por uma tontura no...

Esta a correr demais?

As regras para uma corrida saudável que respeita os limites do corpo... e da mente!...

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Preencha o campo *